Decretos (2004) - 5.291, de 30.11.2004 - Vade Mecum On-line

Decretos




Decretos - 5.291, de 30.11.2004 - 5.291, de 30.11.2004 Publicado no DOU de 1º.12.2004 Aprova o Programa de Dispêndios Globais - PDG para 2005 das empresas estatais federais, e dá outras providências.




×Conteúdo atualizado em 23/03/2021. Clique Aqui para atualizar agora!
D5291

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos

DECRETO Nº 5.291 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2004.

Revogado pelo Decreto nº 9.757, de 2019  Vigência

Texto para impressão

Aprova o Programa de Dispêndios Globais - PDG para 2005 das empresas estatais federais, e dá outras providências.

        O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso IV, da Constituição,

        DECRETA:

        Art. 1o  Fica aprovado o Programa de Dispêndios Globais - PDG das empresas estatais federais, para o exercício de 2005, conforme demonstrativos por empresa constantes do Anexo I a este Decreto. (Vide Decreto nº 5.501, de 2005) (Vide Decreto nº 5.600, de 2005)

        Art. 2o As empresas estatais a que se refere o art. 1o deste Decreto deverão:

        I - gerar, na execução do PDG, no exercício de 2005, os resultados fixados no Anexo II a este Decreto, calculados segundo o critério de necessidade de financiamento líquido; e

        II - encaminhar ao Departamento de Coordenação e Controle das Empresas Estatais - DEST, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, por intermédio do respectivo Ministério supervisor, utilizando o Sistema de Informação das Estatais - SIEST, o detalhamento mensal do PDG para 2005, no prazo máximo de sessenta dias, contado da data de publicação deste Decreto, tomando por base, no tocante à rubrica "Investimentos", os valores constantes do Projeto da Lei Orçamentária Anual para 2005.

        Art. 3o  Expira-se em 30 de setembro de 2005 o prazo limite para que as empresas estatais, a que se refere o art. 1o deste Decreto, possam encaminhar ao DEST, por intermédio do respectivo Ministério supervisor, utilizando o SIEST, eventuais propostas de reprogramação do PDG para 2005, acompanhadas de justificativas detalhadas sobre as principais alterações solicitadas.

        Art. 4o Fica o DEST autorizado a:

        I - adequar o Programa de Dispêndios Globais - PDG das empresas estatais que:

        a) vierem a ter o seu Orçamento de Investimento constante do Projeto da Lei Orçamentária Anual para 2005 alterado por emenda parlamentar, aos valores aprovados; e

        b) receberem recursos provenientes dos Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social ao limite dos créditos adicionais que vierem a ser aprovados para aqueles Orçamentos, bem como para o Orçamento de Investimento; e

        II - efetuar, até o dia 30 de novembro de 2005, remanejamentos de valores entre as diversas rubricas do PDG, exceto na rubrica de investimentos, desde que não impliquem alteração do limite global de dispêndios e recursos fixados para cada empresa, bem como da meta de resultado primário a que se refere o inciso I do art. 2o deste Decreto.

        Art. 5o  A execução dos projetos aprovados no Orçamento de Investimento para 2005, à conta de "Recursos para Aumento do Patrimônio Líquido - Tesouro", fica condicionada à efetiva liberação dos recursos financeiros pelo Tesouro Nacional.

        Art. 6o Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

        Brasília, 30 de novembro de 2004; 183o da Independência e 116o da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
Nelson Machado

Este texto não substitui o publicado no D.O.U. de 1º.12.2004.

Download para anexos


Conteudo atualizado em 23/03/2021