Decretos (Anteriores a 1960) - 37.612 - Vade Mecum On-line

Decretos




Decretos - 37.612 - Abre, ao Ministério da Guerra, o credito especial de Cr$150.000.000,00, para ocorrer ao pagamento de pensões aos veteranos, às viúvas e aos Herdeiros dos ex- combatentes da campanha do Uruguai e da Guerra do Paraguai.




×Conteúdo atualizado em 15/07/2021. Clique Aqui para atualizar agora!
D37612

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos

DECRETO No 37.612, DE 18 DE JULHO DE 1955.

Revogado pelo Decreto nº 99.999, de 1991
Texto para impressão

Abre, ao Ministério da Guerra, o credito especial de Cr$150.000.000,00, para ocorrer ao pagamento de pensões aos veteranos, às viúvas e aos Herdeiros dos ex- combatentes da campanha do Uruguai e da Guerra do Paraguai.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, usando da autorização contida na Lei número 2.326, de 20 de setembro de 1954, e tendo ouvido o Tribunal de Contas, nos têrmos do art. 93 do Regulamento Geral de Contabilidade Pública,

decreta:

Art. 1º Fica aberto ao Ministério da Guerra o crédito especial de Cr$150.000.000,00 (cento e cinqüenta milhões de cruzeiros) a fim de ocorrer ao pagamento das pensões devidas, e vencidas, bem como as que forem concedidas aos veteranos , ás viúvas e às filhas dos ex-combatentes da campanha do Uruguai e da Guerra do Paraguai, beneficiados pelo Decreto-lei nº 1.544, de 25 de agôsto de 1939,e pelas Leis ns 488,628 e 1.031, respectivamente, de 1949 e 30 de dezembro de 1949.

Parágrafo único. O crédito de que trata êste artigo será utilizado, na medida das necessidades, em parcelas de Cr$30.000.000,00 (trinta milhões de cruzeiros), ficando as mesmas "em ser" na Diretoria de Finanças do Exército, à disposição do Presidente da Comissão de Habilitação das Pensões Vitalícias após o competente registro.

Art. 2º O Presidente da Comissão autorizará os pagamentos por intermédio dos órgãos do Exército, podendo interessados comprovadamente estiverem ausentes, sofrendo de moléstia contagiosa ou não se puderem locomover.

Art. 3º O Presente Decreto entrará em vigor na data de sua publicidade revogadas as disposições em contrário.

Rio de Janeiro, em 18 de julho de 1955; 134º da Independência e 67º da República.

João Café Filho

Henrique Lott

J. M. Whitaker

Este texto não substitui o publicado no D.O.U. de 20.9.1955.


Conteudo atualizado em 15/07/2021