Decretos (1979 a 1970) - 73.080, de 5.11.1973 - Vade Mecum On-line

Decretos




Decretos - 73.080, de 5.11.1973 - 73.038, de 30.11.1973 Publicado no DOU de 30.11.73Declara perempta a concessão outorgada à Fundação Metropolitana Paulista para executar o serviço de radiodifusão sonora em onda curta, na cidade de São Paulo, Estado de São Paulo.




×Conteúdo atualizado em 23/07/2021. Clique Aqui para atualizar agora!
D73080

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos

DECRETO No 73.080, DE 5 DE NOVEMBRO DE 1973.

Altera o artigo 47, do Decreto número 41.019, de 26 de fevereiro de 1957, que regulamenta os serviços de energia elétrica.

        O PRESIDENTE DA REPÚBLICA , usando da atribuição que lhe confere o artigo 81, item III, da Constituição,

        DECRETA:

        Art. 1º O artigo 47, do Decreto número 41.019, de 26 de fevereiro de 1957, passa a ter a seguinte redação:

"Art 47. Deverão ser adotadas pelas concessionárias de serviço de energia elétrica, em novas instalações, as seguintes tensões nominais:

I – Para transmissão e subtransmissão em corrente alternada 750; 500; 230; 138; 69; 34,5; 13,8 quilovolts.

II – Para distribuição primária de corrente alternada em redes públicas: 34,5 e 13,8 quilovolts.

III – Para distribuição secundária de corrente alternada em redes públicas: 380-220 e 220-127 volts em redes trifásicas a quatro fios, e 230/115 volts em redes monofásicas a três fios.

§ 1º A tensão nominal de um sistema é o valor eficaz da tensão pelo qual o sistema é designado.

§ 2º Tensões nominais diferentes das indicadas neste artigo, somente poderão ser utilizadas em reforço ou extensão de redes já existentes utilizando tais tensões, desde que técnica e economicamente justificado.

§ 3º As tensões nominais superiores a 750 quilovolts, serão objeto de estudos que as justifiquem técnica e economicamente, em cada caso que for proposto pela concessionária.

§ 4º A ELETROBRÁS será previamente consultada sobre qualquer autorização de instalações de transmissão em tensão igual ou superior a 138 quilovolts requerida ao Departamento Nacional de Águas e Energia Elétrica – DNAEE".

        Art. 2º Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

        Brasília, 5 de novembro de 1973; 152° da Independência e 85° da República.

EMÍLIO G. MÉDICI
Benjamim Mário Baptista

Este texto não substitui o publicado no D.O.U. de 6.11.1973

 

 

 

 

 

 

 

 


Conteudo atualizado em 23/07/2021