Artigo 28 - Leis Ordinárias (2011) - 12.431, de 24.6.2011 - Vade Mecum On-line
MEU VADE MECUM ONLINE | PARCEIRO: MG|RJ|ES

Leis Ordinárias




Leis Ordinárias - 12.431, de 24.6.2011 - Dispõe sobre a incidência do imposto sobre a renda nas operações que especifica; altera as Leis nos 11.478, de 29 de maio de 2007, 6.404, de 15 de dezembro de 1976, 9.430, de 27 de dezembro de 1996, 12.350, de 20 de dezembro de 2010, 11.196, de 21 de novembro de 2005, 8.248, de 23 de outubro de 1991




Artigo 28



Art. 28.  .........................................................................

............................................................................................. 

V - modems, classificados nas posições 8517.62.55, 8517.62.62 ou 8517.62.72 da Tipi.

.............................................................................................”(NR.)  

Art. 19.  O § 7o do art. 4o da Lei no 8.248, de 23 de outubro de 1991, passa a vigorar com a seguinte redação: 

Art. 4o  .........................................................................

............................................................................................. 

§ 7o  Aplicam-se aos bens desenvolvidos no País que sejam incluídos na categoria de bens de informática e automação por esta Lei, conforme regulamento, os seguintes percentuais: 

I - redução de 100% (cem por cento) do imposto devido, de 15 de dezembro de 2010 até 31 de dezembro de 2014; 

II - redução de 90% (noventa por cento) do imposto devido, de 1o de janeiro até 31 de dezembro de 2015; e 

III - redução de 70% (setenta por cento) do imposto devido, de 1o de janeiro de 2016 até 31 de dezembro de 2019, quando será extinto.” (NR) 

Art. 20.  O art. 8o da Lei no 9.648, de 27 de maio de 1998, passa a vigorar com a seguinte redação: 

Art. 8o  A quota anual da Reserva Global de Reversão (RGR) ficará extinta ao final do exercício de 2035, devendo a Aneel proceder à revisão tarifária de modo que os consumidores sejam beneficiados pela extinção do encargo.” (NR) 

Art. 21.  O art. 21 da Lei no 11.943, de 28 de maio de 2009, passa a vigorar com a seguinte redação: 

Art. 21.  A data de início de funcionamento das instalações de geração de energia elétrica, prevista na alínea “a” do inciso I do art. 3o da Lei no 10.438, de 26 de abril de 2002, poderá ser prorrogada até 30 de dezembro de 2011, conforme critérios definidos em regulamento.” (NR) 

Art. 22.  O art. 4o da Lei no 9.808, de 20 de julho de 1999, passa a vigorar com a seguinte redação: 

Art. 4o  Serão concedidos aos empreendimentos que se implantarem, modernizarem, ampliarem ou diversificarem no Nordeste e na Amazônia e que sejam considerados de interesse para o desenvolvimento destas regiões, segundo avaliações técnicas específicas das respectivas Superintendências de Desenvolvimento, até 31 de dezembro de 2015, o benefício de isenção do Adicional ao Frete para a Renovação da Marinha Mercante (AFRMM). 

I - (revogado); 

II - (revogado).” (NR) 

Art. 23.  Fica extinto o Fundo Nacional de Desenvolvimento (FND), de natureza autárquica, instituído pelo Decreto-Lei no 2.288, de 23 de julho de 1986. 

§ 1o  A União sucederá o FND nos seus direitos e obrigações e ações judiciais em que este seja autor, réu, assistente, opoente ou terceiro interessado. 

§ 2o  Os bens, direitos e obrigações do extinto FND serão inventariados em processo sob a coordenação e supervisão do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. 

§ 3o  Ato do Poder Executivo disporá sobre a estrutura e o prazo de duração do processo de inventariança. 

§ 4o  Ficam encerrados os mandatos dos componentes do Conselho de Orientação do FND. 

§ 5o  Aos cotistas minoritários fica assegurado o ressarcimento de sua participação no extinto FND, calculado com base no valor patrimonial de cada cota, segundo o montante do patrimônio líquido registrado no balanço patrimonial apurado em 31 de dezembro de 2010, atualizado monetariamente pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), do mês anterior à data do pagamento. 

§ 6o  Fica a União autorizada a utilizar os títulos e valores mobiliários oriundos do extinto FND para promover, perante entidades da administração indireta, o pagamento dos dividendos e o ressarcimento das cotas, mediante dação em pagamento. 

Art. 24.  O art. 5o da Lei no 10.260, de 12 de julho de 2001, passa a vigorar com a seguinte redação: 

Art. 5o  ............................................................................

.......................................................................................................... 

II - juros, capitalizados mensalmente, a serem estipulados pelo CMN;

..........................................................................................................

VII - comprovação de idoneidade cadastral do estudante e do(s) seu(s) fiador(es) na assinatura dos contratos e termos aditivos, observado o disposto no § 9o deste artigo.

.........................................................................................

§ 9o  .................................................................................

.........................................................................................

III - (revogado).

.........................................................................................

§ 11.  O estudante que, na contratação do Fies, optar por garantia de Fundo autorizado nos termos do inciso III do art. 7o da Lei no 12.087, de 11 de novembro de 2009, fica dispensado de oferecer as garantias previstas no § 9o deste artigo.” (NR) 

Art. 25.  O § 1o do art. 3o e o art. 20-A da Lei no 10.260, de 12 de julho de 2001, passam a vigorar com a seguinte redação: 

Art. 3o  .............................................................................

..........................................................................................

§ 1o  ..................................................................................

..........................................................................................

V - o abatimento de que trata o art. 6o-B.

...................................................................................” (NR) 

“Art. 20-A.  O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) terá prazo até o dia 31 de dezembro de 2011 para assumir o papel de agente operador dos contratos de financiamento formalizados no âmbito do Fies até o dia 14 de janeiro de 2010, cabendo à Caixa Econômica Federal, durante este prazo, dar continuidade ao desempenho das atribuições decorrentes do encargo.” (NR) 

Art. 26.  O art. 8o da Lei no 11.096, de 13 de janeiro de 2005, passa a vigorar com a seguinte redação: 

Art. 8o  ...............................................................................

............................................................................................

§ 3o  A isenção de que trata este artigo será calculada na proporção da ocupação efetiva das bolsas devidas.” (NR) 

Art. 27.  O art. 11 da Lei no 11.180, de 23 de setembro de 2005, passa a vigorar com a seguinte redação: 

Art. 11.  Fica autorizada a concessão de bolsa-permanência, até o valor equivalente ao praticado na política federal de concessão de bolsas de iniciação científica, exclusivamente para custeio das despesas educacionais, a estudantes beneficiários de bolsa integral do Programa Universidade para Todos (Prouni), instituído pela Lei no 11.096, de 13 de janeiro de 2005, matriculado em curso de turno integral, conforme critérios de concessão, distribuição, manutenção e cancelamento de bolsas a serem estabelecidos em regulamento, inclusive quanto ao aproveitamento e à frequência mínima a ser exigida do estudante.” (NR) 

Art. 28.  O parágrafo único do art. 1o da Lei no 11.128, de 28 de junho de 2005, passa a vigorar com a seguinte redação: 

Art. 1o  ......................................................................... 

Parágrafo único.  O atendimento ao disposto no art. 60 da Lei no 9.069, de 29 de junho de 1995, para as instituições que aderirem ao Programa até 31 de dezembro de 2006, poderá ser efetuado, excepcionalmente, até 31 de dezembro de 2011.” (NR)